Victoria Schwab

Tradução: Marcelo Barbão

Editora Planeta

São Paulo/SP  – 2011 – 1ª Edição

238 páginas

DSCN5667

Esse não é o tipo de livro que compro usualmente, apesar da temática interessante, ainda assim. Mas esse eu ganhei, então vamos lá.

Li rapidinho porque a autora consegue colocar o tom certo de suspense o tempo todo. Sim, o tempo todo.

O livro é todo narrado pelo ponto de vista de Lexi, uma garota adolescente, que vive em uma pequena cidade – Near – ao lado de um deserto, o páramo – um tipo de planalto encontrado em altas altitudes.

Ela está preocupada o tempo todo com a irmãzinha, já que o pai morreu recentemente, e a mãe está sobrecarregada com a tristeza e as exigências do novo líder da cidade, o tio de Lexi. Ela também é obrigada a se comportar de forma diferente porque o tio a obriga a se comportar como uma menina indefesa, coisa que ela não é.

O livro já começa com a chegada de um rapaz estranho, e ao mesmo tempo, começam a sumir crianças da vila. Lexi, que foi treinada pelo pai caçador, quer participar das buscas, mas o tio não deixa, então ela acaba conhecendo o tal estranho e aceitando sua ajuda.

Aparentemente, tudo se baseia em histórias antigas que são contadas pelos mais velhos.

Enfim, todo o livro está nesta busca pelas crianças, e na batalha para Lexi convencer os mais velhos de que o moço estranho é do bem – apesar de não parecer – e também de que o sumiço das crianças tem a ver com a tal antiga lenda.

É uma leitura fácil e rápida, com final previsível, mas como eu disse, interessante pelo suspense que causa. Esperava mais de Lexi, enquanto jovem mulher emponderada e tudo o mais, mas fazer o que? É um romance basiquinho.

Ainda assim, vale a leitura para quem gosta do gênero.

Nota: 3/5

Anúncios