Produção da NBC.

6 Temporadas: foi ao ar de 28 de outubro de 2011 a 31 de março de 2017 – 123 episódios

Todas já estão no Netflix.

Além disso, foi exibida no Brasil no Universal Channel e no Syfy, e também pela TV Record.

grimm
Foto da internet

A história se passa em Portland, e se caracteriza por um clima sombrio, policial e de suspense.

Fazem um “brincadeira” com o nome dos Irmãos Grimm, sendo que o grimm seria um caçador de monstros, uma característica transmitida pela família. Alguns monstros são os dos contos que conhecemos, mas os roteiristas também se aproveitam de outros folclores e contos.

Estes monstros, intitulados Wesen, vivem entre nós, alguns sendo bem bonzinhos, outros nem tanto. Aí o protagonista Nick Burkhardt, um investigador de homicídios da Polícia em ascensão, descobre que é descendente destes caçadores de wesen, e começa a vê-los, inclusive.

O bacana é a interpretação destes monstros, e como eles se inserem em nossos medos e superstições. Além disso, temos bons efeitos especiais, e as cenas violentas, usualmente, não são gratuitas.

Outra coisa bacana é que a história não se perde como em Supernatural, por exemplo, que para mim, perdeu o conceito básico no fim da quinta temporada. Em Grimm, existe uma lógica que segue bem até o último episódio.

Voltando aos personagens, temos Nick como um cara bacana e bonzinho, mas que também perde o controle e faz burradas. Logo no primeiro episódio faz amizade com um Wesen, e tenta lidar com este segredo, já que não pode contar para o parceiro de trabalho, nem para a namorada.

Tudo isso, você descobre nos primeiros episódios, mas ao longo da série, os crimes usualmente envolvendo wesen, alem de um mistério em relação ao passado dos Grimm, vão trazendo um clima bem bacana para a série.

Os relacionamentos também são bem trabalhados e quando a gente já está cansando daquela briguinha de casal, pronto, eles mudam a estratégia e a gente assiste feliz.

Uma coisa legal de terem terminado a série é que, quando poderia haver enrolação, tudo começa a se desenrolar para terminar de uma forma muito bem amarrada. Na verdade, até acho que a 6ª temporada foi muito rápida, apenas 13 episódios. Penso que poderiam ter enrolado um pouquinho os momentos finais, porque realmente, valeu a pena.

No fim, dá vontade da série continuar porque é bem boa.

Super recomendo, especialmente porque todas estão no Netflix e assim podemos assistir sem aquele drama de esperar um ano pela próxima temporada.

Anúncios