Filme original do Netflix, estreou em 15 de junho de 2018.

Direção de Claire Scanlon

o plamo im,perfeito
imagem da internet

Comédia romântica super básica para aquele domingão preguiçoso pós jogos da Copa.

Sinopse segundo o site do Adoro Cinema:

“Harper (Zoey Deutch) e Charlie (Glen Powell) trabalham como assistentes para dois executivos em Manhattan. O temperamento e a dinâmica de seus chefes transformam suas vidas em um verdadeiro inferno. Desesperados e exaustos, os dois jovens se juntam para elaborar um plano um tanto quanto ousado: fazer com que os seus superiores se apaixonem e, dessa forma, fiquem mais tranquilos em relação ao trabalho.”

A vida é difícil para quem trabalha no mundo corporativo, você tem hora para chegar mas nunca sabe quando vai sair. Amigos, família, hobbies e sonhos acalentados vão sendo deixados de lado em nome de um trabalho que você jura que vai te trazer retorno em um futuro próximo, mas esse futuro próximo nunca chega.

Te lembrou a própria vida ou alguém muito próximo? Pois é!

Este dilema entre a vida que tenho e a vida que quero ter já foi abordado no cinema, vide O Diabo veste Prada e Amor a Segunda Vista com a Sandra Bullock.

Este filme segue a mesma linha, a mocinha é assistente de uma sempre ótima Lucy Liu, e adivinha todos os desejos da chefona, porém não tem vida própria. E sua melhor amiga vai casar. Como ter tempo para a amiga, sem perder o emprego?

No mesmo prédio temos o mocinho, que namora uma super modelo lindona, mas é assessor de um chefão muito estressado.

Ambos querem sucesso profissional e para isso abdicam de tudo.

Um acaso acaba levando os dois a se unirem num plano ousado mas que acaba dando certo por algum tempo.

Obviamente, enquanto o clima esquenta entre os chefões, rola um fogo brando e constante entre os parceiros no crime, por assim dizer. Lógico, é uma comédia romântica, e tem todos os elementos: a amiga porra louca, o colega de quarto gay e divertido. A namorada linda porém vazia, a mocinha fofa e solitária, e etc e tal.

O que salva o filme é a atuação dos quatro principais, no ponto certo para não perdermos a diversão, e a rapidez com que as ações acontecem.

A gente não fica perdido no tempo ou em cenas desnecessárias.

Mas vamos combinar, se tem uma coisa que americano faz bem é entretenimento saudável sem grandes questionamentos filosóficos.

Clichê? Sem duvida! Diversão? Garantida!