Produção exclusiva da Netflix com a Marvel.

Estreou em 08 de março de 2018.

13 episódios

jessica jones

Na pegada da segunda temporada do Luke Cage, que estreou ontem no Netflix, vou falar que consegui terminar esta temporada da moça badass.

Claro que a série é boa e bem-produzida, a atriz principal Krysten Ritter tem um potencial incrível e segura a onda da nossa heroína com depressão e stress pós traumático.

Quem segue a moça no instagram pode ver o quanto ela é fofa e bem-humorada, exatamente o oposto da personagem, garantindo muita credibilidade à série.

Mas os outros atores também não deixam a desejar, Rachael Taylor, a melhor amiga está ótima também, demonstrando como quer ser uma heroína igual a Jessica. Eka Darville, o colaborador e amigo de Jessica e não podemos nos esquecer da advogada inescrupulosa, Carrie-Ann Moss, ambos muito bem e crescendo muito durante a temporada.

Vamos aos episódios: vou dizer que os três primeiros são bem lentos, e foi difícil continuar. Depois disso, temos uma história mais alinhavada, e os vilões, assim como suas motivações, estão mais claros.

Mas a temporada peca por falta de um vilão real e bem estruturado. Talvez porque a presença de Kilgrave na primeira temporada fosse tão sensacional. Já que ele não tinha noção alguma de moral e a interpretação de David Tennant tenha sido realmente ótima.

Para quem sente falta dele devo dizer que sim, ele aparece na segunda temporada. 🙂

Mas penso que a ideia dos roteiristas para este momento, foi expor a vulnerabilidade da turma que cerca nossa mocinha. Além das fraquezas da própria Jessica. Inclusive, falaram isso durante a elaboração da temporada, que seria mais emocional.

E é, claro que Jessica se sente culpada, e não quer ser heroína, e bebe pra caramba. Isso a gente já tinha, mas agora o clima está mais pesado.

Também temos muito do passado de Jessica voltando, não vou dizer que é ruim, mas tem um episódio que é praticamente só de lembranças de uma Jessica novinha, e ok, é bom saber das motivações e tudo o mais. Também é bacana ver a dinâmica do relacionamento de Jessica com Trish, mas para mim, só deixa mais claro a falta do vilão fortão.

Temos muita coisa da Trish, o que penso já ser uma preparação para suas aparições como parceira da delegada amiguinha do Punho de Ferro, ex do Luke Cage. Sim, nos quadrinhos as duas são heroínas menores que trabalham em parceria.

O parceiro de Jessica também tem uma grande evolução na temporada e estou curiosa sobre os seus novos caminhos. Assim como os da advogada.

Veremos o que vai rolar na terceira temporada que tem previsão de inicio das gravações para muito em breve, como já revelou a atriz principal em um painel da Comicpalooza em Houston, agora em maio/2018.

Já a estréia da terceira temporada, só ano que vem.

A série é para fãs, mas sabendo que estreou Luke Cage 2ª temporada, estão filmando a terceira temporada do Demolidor, e já tem previsão para estréia da segunda temporada de Punho de Ferro no segundo semestre…

Não tem jeito, tem que assistir.

Anúncios