Produção exclusiva da Netflix com a Marvel.

1ª Temporada – estreou em 10 de abril de 2015.

2ª Temporada – estreou em 18 de março de 2016.

demolidor-1.jpg

Seguindo sobre os heróis Marvel-Netflix, vamos falar do moço cego.

Para quem assistiu o filme com o Ben Afleck de uns anos atrás, a história não é totalmente estranha e, em tese, deveria ter assistido a primeira temporada antes da Jessica Jones… Mas a vida é assim.

Também não faz muita diferença a ordem dos seriados neste início, depois de Jessica Jones é que a coisa toda fica um pouco mais intensa.

Vamos lá! A história é sobre um advogado cego que defende os pobres mortais durante o dia, em companhia do melhor amigo – também advogado, e da secretária, uma loirinha bonitinha que passou por maus bocados e contou com a ajuda dos dois mocinhos de terno e gravata.

Mas Matt Murdock não é tão básico assim, quando criança foi ajudar um velhinho de um acidente e acabou sendo atingido por sei-lá-o-que tóxico e ficou cego. Porém…

Sempre tem um porém, e nosso mocinho de plantão, apesar de cego, teve seus outros sentidos aguçados ao nível máximo. Com a ajuda de um outro cego, mestre em artes marciais, o menino virou um moço que luta muito bem, obrigado.

A primeira temporada é inteira sobre como Matt vai se tornando este justiceiro que percorre as ruas de Nova York a noite, defendendo os incautos contra o mal.

Neste caso, o vilão é um fofo, super do mal, mas ao mesmo tempo, sei lá… Gostei do moço Wilson Fisk. Na segunda temporada, o vilão é uma ‘entidade’, digamos. Trata-se do Tentáculo – prestenção que os caras são importantes para depois.

Vemos os dramas de Matt para esconder dos amigos sua vida dupla, suas dúvidas e também seus erros. Aos poucos, ele vai se encaixando neste universo paralelo. E bem no final, ele finalmente veste a roupa de Daredevil ou Demolidor.

O bacana são mesmo as dúvidas e incertezas, as mancadas que ele dá com os amigos. O ator é um fofo, e a gente se apaixona por ele rapidinho. E não é a toa. Nos quadrinhos, nosso herói é pegador, passando o rodo em um monte de mocinhas boazinhas ou más… 🙂

A segunda temporada já é mais difícil, pois ele está sofrendo…. hum… Melhor avisar que tem spoiler de monte a partir de agora.

Enfim, ele ficou mals, e desistiu da segunda profissão. Viu que ser herói não era pra ele… blá blá blá.

Mas aí muitas coisas estão acontecendo e ele vai atrás da sua verdadeira vocação.

Então temos mais um herói num dilema atroz entre fazer o bem e usar seus dons para salvar o mundo versus me-deixa-que-quero-ter-uma-vida.

Enfim, Matt Murdock já é herói, afinal só conseguiu seus poderes após salvar um velhinho. Ele não tem que ter dúvidas, mas tem… ai ai.

Lados positivos do seriado: produção fantástica, uma abertura sensacional em vermelho, cenas lindas de nova york, e atores bons em excelentes atuações. Atenção para o Justiceiro que aparece na segunda temporada e terá seu próprio seriado até o final do ano.

Aspectos negativos: é um tanto lento, e me irrita o tanto que ele erra ao tomar as decisões e ficar com medo de magoar todo mundo. Obviamente, é exatamente isso que acontece. Hunf.

Mas tem que assistir para entender os outros seriados. Vai por mim e assista! 🙂

E claro que já confirmaram a terceira temporada! 😉

Anúncios