A SELEÇÃO – 2012 – 1ª Edição

A ELITE – 2013 – 1ª Edição

A ESCOLHA – 2014 – 1ª Edição

Kiera Cass

Tradução: Cristian Clemente

Editora Seguinte – Selo Jovem da Companhia das Letras

São Paulo/SP

DSCN1510.JPG

Você consegue comprar o box mais barato, atualmente, nas principais livrarias.

Esta trilogia é para meninas na pré-adolescência porque tem todos os dilemas e encantos inerentes a esta idade.

Aquela sinopse básica de sempre: em um futuro distópico, os Estados Unidos são um país quebrado, que para se manter, foi dividido em classes sociais. Não é possível sair deste esquema, a não ser em casos bem específicos.

Neste mundo do futuro vive América, adolescente que pertence à casta dos artistas, portanto pouco melhor que os mais pobres. Vive no interior e é apaixonada pelo seu melhor amigo, de uma casta inferior.

O país tem uma família real, e o filho primogênito, quando em idade apropriada, inicia a chamada Seleção, onde 35 garotas são escolhidas para viverem um big brother da princesa, por assim dizer.

O príncipe escolherá sua futura esposa a partir das 35 garotas escolhidas. E tudo será mostrado na tv do governo, as garotas deverão se apresentar, passar por provas e etc…

ALERTA DE SPOILER!

.

.

.

América se vê obrigada a se inscrever na Seleção por conta da insistência da mãe, e acaba selecionada. Chegando ao castelo, a garota se vê envolvida com as intrigas entre as meninas, a amizade crescente com o príncipe, a saudade do grande amor e também da família.

Mas também se vê presa aos esquemas governamentais que ignora as rebeliões e a insatisfação das classes mais pobres.

No primeiro livro, temos uma menina atirada e meio maluquinha, mas que conquista por sua bondade. A relação com o príncipe acaba evoluindo e a gente se vê torcendo pela menina bonita e pobre.

Mas não se engane, apesar de similar aos universos distópicos de Jogos Vorazes e Divergente, este é bem mais suave e adolescente. Delicado e apenas superficialmente politizado, é bem um conto de fadas contemporâneo. Excelente para se aprender a gostar de ler.

No segundo livro – A Elite – o príncipe Maxon conseguiu escolher seis garotas para a final, porém América está dividida já que seu primeiro amor agora é um dos guardas do castelo, e ninguém mais sabe disso. Aí a mocinha ficou um tanto chatinha e sem noção, tem umas brigas um tanto tolas, que levam o príncipe a se aproximar mais das outras garotas mas enfim… O que se há de fazer, não é mesmo?

O terceiro livro – A Escolha – começa com outra rebelião, e América quase se torna uma espiã dos revoltosos, porém sua maior preocupação é que agora ela realmente gosta do príncipe mas, por não ser a melhor escolha para o país, se sente insegura e acaba deixando o príncipe meio de lado.

Tudo leva ao final da história, e a gente achando que vai dar tudo certo, ela ficará com o príncipe e boa, porém uma grande reviravolta no final nos faz esquecer de tudo e pensar: e agora?

Mas aí tem que ler né!?

Gostei por ser básico e sem frescuras. O livro assume sua leveza e não se banca como grande leitura da vida. Vale a pena dar de presente para garotinhas românticas. 🙂

Anúncios