R. J. Palacio

Tradução: Rachel Agavino

Editora Intrinseca

Rio de Janeiro/RJ – 2013 – 1ª Edição

DSCN9918.JPG

Em promoção na Livraria Saraiva.

O livro é para crianças, ou pré-adolescentes. Fala de doenças graves, relações familiares e principalmente, bullying.

Sinopse: o garoto de 12 anos – August ou Auggie – tem uma síndrome rara que deformou completamente o seu rosto. Mesmo após inúmeras cirurgias e procedimentos, o garoto ainda causa estranheza. Ele nunca frequentou uma escola.

Mas agora seus pais decidem que ele precisa de uma educação formal.

E assim, Auggie vai enfrentar não apenas a escola nova, como também a estranheza de todos, por ser tão diferente.

Ele tem uma irmã mais velha que não tem a tal síndrome e que também vai para uma escola nova, onde ninguém sabe do problema do irmão.

O livro é narrado em primeira pessoa na maior parte do tempo pelo Auggie. Mais para o fim outros passam a narrar os fatos também. Mas o foco é no garoto, absolutamente comum, se não fosse o rosto deformado.

Os preconceitos, os olhares estranhos, os novos amigos e inimigos. Os olhares de pena e nojinho dos adultos. Tudo é dito, explicito.

O bacana é que, apesar de ser um livro para jovens, com uma linguagem bem simples, a autora vai nos brindando com sentimentos tão usuais também na fase adulta. A busca da aceitação, a dificuldade de se relacionar, o medo do novo e do diferente. Os dilemas familiares.

Sentimentos e situações que enfrentamos cotidianamente, porém sem a visão gentil e doce do August.

Um livro que vale a pena para nos reconectarmos com nossos sonhos infantis, ou mais jovens e inocentes. Vale presentear também.

A reflexão sobre a aceitação do diferente deve ser constante e não apenas voltada para as crianças.

Anúncios