A própria

Editora Globo Livros

Rio de Janeiro/RJ – 1ª Edição – 2016

compra sim, aqui ó: saraiva em promoção

IMG_4337.JPG

Falar de Rita é muito difícil porque sou fã desde sempre.

Acho linda e maravilhosa mesmo.

Curto as musicas, canto junto e defendo quando alguém fala mal.

Então quando vi a propaganda do livro, corri comprar. Só não li de imediato porque estava lendo a Frida.

Mas é uma leitura fácil, Rita vai nos presenteando com família, amigos, animais de estimação, e sua visão muito própria dela mesma e do mundo.

Amigos e parceiros são apresentados sem grandes dramas ou explicações. Emocionou mesmo foram inserções sobre a Hebe e a Elis – também fã das duas.

Já li algumas críticas sobre o livro afirmando que Rita não acrescenta muito sobre a forma criativa de compor, ou influências ou mais do mesmo.

Rita é o que é, e não se explica, apenas vai nos pontuando com um quase diário, onde o que importa são os sentimentos, e visões do que ela lembra.

O que fica? Sua paixão e sensibilidade, seu carisma e sua persona – muito loka mesmo.

Amei mais que tudo, mas também fiquei triste, um pouquinho decepcionada com nosso mundinho que não consegue mesmo valorizar uma cantora, se não tiver 30 anos, vozeirão e for feliz.

Porque é disso que a terra brasilis gosta e quer ver. Não me leve a mal, também gosto.

Só que também gosto de ser eclética.

A gente tem que ler de tudo um pouco e saber questionar sobre o que estamos lendo, exigir mais do que o autor coloca, ler também as entrelinhas. Mas quando é Rita, não consigo.

Só vejo prazer e amor. 🙂 😉

 

Anúncios