E o tempo, este senhor imensurável de nosso destino, passa tão depressa e tãão devagar. 

Teimamos em compartimenta-lo em pequenos espaços, mas ele avança como quer e quando quer. 

Correndo quando precisamos. Quase parando se queremos ir pra frente. 

Quisera dominá-lo ou esquece-lo.

 Quereres apenas.