Julieta

Anne Fortier

Editora Arqueiro 2010

tradução Vera Ribeiro

capa do livro

Comprei este livro porque estava procurando um romance fácil de ler e para distrair mesmo.

Tipo comédia romântica de hollywood: menino encontra garota, menino conquista garota, perde, conquista de novo. fim.

Nada dramático, aliás o tipo de livro que leio em duas ou três horas no máximo. por pura distração mesmo porque a gente não precisa mesmo ser culta e ler somente clássicos o tempo todo. pelamor.

Porém…

tem romance sim, não se engane. é focado no shakesperiano romeu e julieta sim, mas também é um thriller, com direito a mortes suspeitas, gente em quem não se pode confiar, perseguições, e o mocinho…

a gente passa um bom tempo achando que é o vilão.

hummmmm bom né?

também achei.

preciso ler de novo porque li rápido e preciso rever alguns lances.

resumo: são gêmeas, a mais velha é a tipica cdf, e a segundinha é a linda fútil. a tia-avó morre e deixa tudo para a mais nova, e apenas uma carta para a mocinha. para ir para siena encontrar um tesouro.

e lá vai ela. meio a contragosto, meio sem vontade. mas vai.

primeiro ela descobre que não se chama Julie e sim Giulietta.

e conhece vários tipos estranhos e um moço bravo que trata ela meio mal.

principalmente, descobre um diário que conta a história da primeira giulietta, e que sim, ela pode ser descendente da primeira e verdadeira julieta que inspirou o bardo inglês.

tem uma maldição que faz as mocinhas primogênitas da família morrerem antes dos 25 anos e tem o romeu… que ela não sabe quem é.

o principal: tem um tesouro escondido em algum lugar, que muita gente sabe e quer para si.

Isso faz do livro um romance histórico de suspense e perseguições… é!

eu gostei bem.

lá pela metade você descobre quem é o romeu

e tem bastante história bacana. o texto não se perde em grandes descrições mas é legal ter conhecido um pouco da Itália, e também de Shakespeare.

a leitura alterna momentos de grande ação com outros mais suaves mesmo, o que nos dá uma boa dose de suspense.

Sendo assim, recomendo a leitura amena para um dia chuvoso.

Para quem não tem pretensão de ser um grande intelectual, mas principalmente indico para os românticos que adoram a história do casal que preferiu a morte à vida em separado.

Romanticamente me despeço por hoje 😉

 

Anúncios