Devo dizer que só fui por insistência de uma amiga linda que tenho. Engraçado e bonito como algumas pessoas em minha vida simplesmente aparecem e fazem tudo tão perfeito que nem sei.

Costumo chamá-las de anjos, porque vem e são lindas e doces e gentis e me aceitam e melhor ainda, me tornam alguém muito melhor do que sou.

Tati Lunkes é dessas pessoas extremamente gentis, fazendo de minha estadia em recife melhor do que qualquer 5 estrelas.

Enfim, cheguei na sexta, e os meteorologistas prometiam chuvas e trovoadas para o final de semana e eles erraram, graças! Claro que teve as coisas ruins, como o taxista não saber onde minha amiga morava, o que descobri ser um lugar super fácil de chegar. É, o turismo não é uma indústria muito eficaz no nosso país.

Aí a amiga deixou tudo arrumadinho e fofo pra eu passar o dia, que foi tranquilo. Dormi um tantin porque minha semana tinha sido bem corrida, aí fui pra praia ali do ladinho do apê. Aliás, trabalho bem bacana da prefeitura de Jaboatão de Guararapes – que é a cidade tipo Guarulhos de Recife…rs. Então, eles simplesmente fizeram a praia, levando areia onde antes era apenas o quebra mar, show de bola. E coisa boa uma praia só pra gente!!!

outra vista
praia, recifes e ninguém mais…

De cara me impressionei com a cor da água… demais de azul e verde! apaixonante.

Aí a noite fomos comer camarão no Camarão Camarada, que super recomendo porque é bom mesmo. Atendimento top, chopp geladíssimo e as porções generosas com valores honestos. Recomendo especialmente o camarão apimentado… Fechou a noite muito bem. E palmas para a decoração bacana.

Detalhe das luminárias lindas do Camarão Camarada
Detalhe das luminárias lindas do Camarão Camarada

Sabadão de sol lá vamos nós. Primeiro, uma parada no Delicias de minas para o café da manhã. Delicioso! Destaque para o pão de queijo recheado que não deve nada aos de Minas. Depois disso direto para Porto de Galinhas e Praia de Maracaípe. Duas praias lindas, e recomendo a segunda por estar vazia, limpa e com um visual digno de filme. Mas é claro que as piscinas naturais que podem ser visitadas por algum tempo na maré baixa, bom, estas merecem destaque sempre.

Das praias tem foto, mas as piscinas só na memoria porque não tenho maquina a prova d’ água, mas olha! Quem puder, vá!

A água, além de limpíssima, é de um azul-verde-sei-lá que só nadando mesmo para entender. Em maracaípe não tem nenhuma estrutura de quiosques e tals, o que torna a praia ainda mais gostosa. Também não tem aquele monte de vendedor enchendo o saco. só você o vento o sol e o mar. Alguns surfistinhas por perto, mas nada que incomode.

A água é quente e convidativa. livre de tubarões também. Estes só atacam lá em recife e jaboatão.

A cidade de porto de galinhas está em reformas transformando o centrinho de lojas num calçadão para melhor atender os turistas e suas compras… tem até uma maquete mostrando como vai ficar. do que está pronto é bem bacana. Mas foi o único lugar em que o atendimento deixou a desejar nos restaurantes. Talvez por conta da lotação.

olha a vista da estrada!
olha a vista da estrada!

 

uau! praia linda e vazia.
uau! praia linda e vazia.

 

praia de porto de galinhas lotada! Ao fundo, as piscinas...
praia de porto de galinhas lotada! Ao fundo, as piscinas…
adorei esta foto! na praia de maracaipe
adorei esta foto! na praia de maracaipe

O almoço e as comprinhas ocuparam uma parte da tarde… um exagero de comida. E quanto ao artesanato, tem que procurar bastante porque tem muita coisa repetitiva e nem tão bacana assim. Além do preço salgadinho também.

A noite, morta com farofa só passeamos na feirinha da praia de Boa Viagem em Recife, com direito a água de coco geladinha. A jantinha foi sossegada, com bruschettas preparadas pela chef Tati. Delicia! Aí fomos dormir porque neh!

Domingo lindo de sol em que fomos conhecer Olinda.

Sinceramente achava que era maior, mas é tudo pertinho e pequeno. Rápido e fácil de ver. Queria ter andado mais pelas ruas e casinhas coloridas, mas não dava tempo nesta primeira viagem. Também perdi a visita ao Recife antigo por falta de tempo. Mas o que ficou de impressão da cidade de Olinda é que é uma pequena grande cidade. Do que vi, é bem cuidada e limpa, estava vazia no pós carnaval. O que foi muito bom.

Conseguimos um guia cadastrado pela Prefeitura, um garoto fofo – Leandro, que foi nos contando o básico de história de cada prédio, e foi bem legal por um preço bem justo. Ainda ajudou a carregar as sacolas… rs

olhando pra recife
olhando pra recife
um fortim de olinda... sorry!não lembro o nome
um fortim de olinda… sorry!não lembro o nome
os quatro cantos de olinda.
os quatro cantos de olinda.
mercado dos escravos. tá vendo as janelas em formato de meia-lua? era tudo que os escravos tinham de ventilação e iluminação.
mercado dos escravos. tá vendo as janelas em formato de meia-lua? era tudo que os escravos tinham de ventilação e iluminação.
os pisos...
os pisos…
azulejos portugueses com certeza
azulejos portugueses com certeza
suspiros. e este mar azul e verde?
suspiros. e este mar azul e verde?
uma vista alternativa da catedral da sé
uma vista alternativa da catedral da sé

Depois de muito andar, fomos almoçar em um restaurante fantastico – Beijupirá. pequeno, aconchegante e elegante. queria ter tirado uma foto do painel que representa o carnaval na cidade de Olinda, mas fiquei sem graça… 🙂

Comi um prato delicioso – camarão tropical – que veio em uma metade de abacaxi. :O ainda me dá água na boca só de lembrar.

olha a elegância do restaurante - Beijupirá
olha a elegância do restaurante – Beijupirá

Terminamos a tarde com um passeio em um catamarã, passando pelo porto de recife que está em processo de revitalização, pelo marco zero da cidade, entra no rio capibaribe, passa pelas pontes de recife… e mostra um pouquinho do recife antigo.

O passeio foi delicioso e finalizou um final de semana inesquecível, porque a companhia foi nota 1000, todos os lugares que visitei são lindos de viver. E pude calmamente vivenciar cidades tão especiais.

Porque conhecer uma cidade implica vivê-la, então posso apenas dizer que vivenciei olinda e recife. passei uma vista d’olhos, e me apaixonei.

Mas isso não é novidade, passional que sou. Mas gosto de viagens assim, despretensiosas, sem grandes programações, apenas fazendo o que se tem vontade, sem a pressão para ser super divertido o tempo todo pelamordedeus!

😀

As fotos do final de tarde não são minhas e sim da linda da Tati, porque meu celular mórreu… as anteriores são todas minhas 😉

Mas já deixo aqui minhas saudades, e minha vontade de ter ficado lá… porque ô lugar lindo meu Deus!

IMG_2040 IMG_2050 IMG_2042 IMG_2055 IMG_2053

 

Mais uma vez agradeço a amiga sensacional que me proporcionou este findi lindo:

amiga linda!
amiga linda!

Espero fazer jus à doçura da amiga, passeando por sampa, porque agora é a vez dela vir me ver! 😉

saudosamente me despeço por hoje.

Anúncios