MANUSCRITOS DO MAR MORTO

Adam Black – tradução Camila Fernandes

EDITORA NOVO CONCEITO 2013

manuscritosmarmorto

Primeira curiosidade: conforme a página do facebook da Livraria Londres

“Adam Blake é o pseudônimo usado pelo escritor britânico Mike Carey. Carey nasceu em Liverpool, Inglaterra,
em 1959. Graduado pela Universidade de Oxford, é também escritor de duas das séries em quadrinhos mais
populares do mundo, X-Men e Quarteto Fantástico.”

o livro é um thriller de ação. e a cada capítulo é difícil parar. dormi bem pouco na última semana por conta deste livro. 😀

vamos lá! são vários personagens importantes mas a linha que conduz todo o romance acontece a partir de uma policial londrina, que não é muito querida pela sua equipe.

ela é designada para investigar um crime que já aconteceu há três semanas – um tempão – com um cara novo. A situação é meio que um castigo pra ela. mas logo na sequencia ela percebe que realmente foi um assassinato, e que houve mais dois, podendo ocorrer um terceiro na sequencia.

em paralelo, temos a história de um moço, que era até comum, aí ele conhece uma moça bonita, casa, tem três filhos, e aí… Ela some, sem vestígios, sem recado. Ele, ao invés de se conformar e partir pra outra, decide entrar para o exército, depois se torna mercenário, tudo pra ir atrás do cara que “roubou” sua família.

o moço em questão se une à policial quando um nome em comum aparece no caso – Michael Brand.

porque o nome do livro? porque as vítimas dos assassinatos estavam para publicar uma tese em que um códice – ou um dos muitos evangelhos apócrifos tinha um código secreto, que estava nos manuscritos do mar morto…

um trem complicado que só.

só lendo o livro mesmo, nem vou tentar explicar…rs

mas o livro é bom. pra quem acha que vai ser um livro de história longo e chato. não! não é!

a cada capítulo é uma perseguição, ou morte, ou luta, ou novas descobertas.

um livro de suspense muito do bom, com final surpreendente.

ah! não tem nada a ver com Jesus. quer dizer, até tem, mas não fala das teorias básicas de conspiração.

não fala de maria madalena, nem de supostos filhos de Jesus. toda a história está centrada em Judas. é, o traidor.

rs

gostei muito, porque o autor é bem rápido, e a ação acontece de forma automática no livro.

imagino que daria também um bom filme de ação.

mas fora isso não tenho muito o que falar não…rs

por isso me despeço por hoje! 😉

Anúncios