faz tempo hein?!
pq eu sinceramente …
ah sei lá.
vamos nos organizar.
quero falar que voltei aos velhos tempos de mim.
quando a simples presença de meus livros e de alguns filmes me faziam feliz.
ainda me fazem.
e depois de anos, fiz uma inscrição em uma locadora e pronto.
assisti mais filmes nos ultimos 4 dias que no ultimo ano.
meu gosto é tão eclético quanto uma colcha de retalhos, sendo assim, assisti sherlock holmes (ótimo apesar da violencia toda), lua nova (impressionante, especialmente se compararmos com crepusculo. apesar da historia não ajudar, o diretor fez milagres com os atores, a historia e os efeitos especiais).
uma nova versão da bela e a fera – péssimo.
um romance sobre patinação no gelo – xuxu.
mas o que me fez chorar horrores: a vida secreta das abelhas.
fala sério! a dakota fanning é uma coisa.
parece uma boneca de porcelana, com a pele perfeita e aqueles olhos azuis fora do padrão.
o ator que faz o pai dela é um ingles ótimo, que fica impecavel no papel do pai violento e mal-amado.
e as mães da história…
queen latifah é sempre maravilhosa, e as outras, suspiros.
grandes mulheres. ótima história.
pra quem gosta de historia de mulherzinha, é claro.
a questão do racismo está lá. da violencia, do amor interracial, da religiosidade, do preconceito contra a mulher também, contra tudo que é desconhecido…
mas o mais bonito, mesmo, é o visual do sul dos EUA.
eu, que nem sou fã dos norte-americanos, me pego sonhando em conhecer esta regiao do pais.
seus pantanos, suas historias de dor e escravidão.
seus cheiros, a luz, o sotaque anasalado.
as casas de madeira, e os campos
de milho, de pessegos, de abelhas… mais suspiros.
imagens de sonho, e não importa se o filme é e o vento levou, ou a vida secreta das abelhas.
o que importa é o filme nos levar para outro lugar, tão distante e especial que me fez chorar como criança, junto com a adolescente que só quer ser amada.
mas não queremos todos nós???

amorosamente.

Anúncios